jump to navigation

Vídeo-conferência da FTU permitiu profundas reflexões! maio 20, 2009

Posted by raizculturablog in Cultura & Massas.
Tags: , , , , , , , , ,
trackback

Direto da lista :

Aranauan, Saravá meus irmãos listeiros,

Acabamos de assistir mais uma vídeo-conferência entre a FTU(Faculdade de Teologia Umbandista) e os templos umbandistas espalhados pelo nosso planeta. Pai Rivas conversou com o Pai Pedro Nogueira que é seu filho espiritual desde 1993, alcançando em anos de iniciação o grau de Mestre dentro da nossa Escola e dirige o Templo do Caboclo Sr. Ogum Sete Escudos ligada à Confraria da Estrela Dourada.


Pai Pedro Nogueira convidou duas sacerdotisas para participarem da vídeo-conferência: Mãe Fátima e Mãe Antonieta, seguidoras da tradição Gêge e Angola respectivamente. A conversa entre os 4 dirigentes espirituais transcorreu serenamente tendo como tema central o Sacerdócio na Umbanda.

Um dos pontos altos da vídeo-conferência foi a discussão sobre Verticalização e Horizontalização. Dentro da abordagem apresentada, Pai Rivas mostrou como a verticalização pode ser compreendida como a manifestação do Orixá. Dito de outra forma, são as coisas que vem de cima para baixo. Já a horizontalização, neste contexto, seria uma restrição da relação com o Sagrado limitando-o apenas no contato entre as humanas criaturas.

Vimos como os pais e mães de santo apontaram a verticalização como um caminho seguro, pois a mesma representa a essência do nosso movimento religioso que é a oportunidade de nos conectarmos com o Sagrado através da manifestação dos Espíritos, ou seja, do transe mediúnico. Já a horizontalização é o bloqueio desta ligação, profanando o sacerdócio, limitando as possibilidades de interagirmos com os nossos Ancestrais. Em suma: codificar o homem, dessacralizando-o.

A verticalização é representada pela diversidade dos terreiros, o que implica no reconhecimento de seus inúmeros ângulos de interpretações que se adaptam à pluralidade humana. A horizontalização tem como exemplificação clara os cursos de sacerdócio distantes do templo, principalmente aqueles que dispensam os alunos de possuírem a mediunidade de incorporação. Condicionar a religião a um simples contato entre encarnados perdendo o contato com Ancestral Ilustre é promover um desencantamento da Umbanda.

Agradecemos ao Pai Rivas, Pai Pedro Nogueira, Mãe Fátima e Mãe Antonieta. Estes ilustres sacerdotes e sacerdotisas de raiz, pois foram formados dentro do terreiro através de uma linha de transmissão cristalina e verdadeira, nos ensinaram que o sacerdócio é antes de mais nada um eterno servir ao próximo. Isto não se aprende em uma apostila, mas através do auto-conhecimento trazido pela vivência templária.

E deixa a Gira girar!


Saravá fraternal,

João Luiz de A. Carneiro
Discípulo de Pai Rivas (Mestre Arhapiagha)

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: